Feeds:
Posts
Comentários

Archive for abril \22\UTC 2011

O dia que virei pregador

Aconteceu a pouco mais de um mês, 19 de março, no casamento de minha irmã e cunhado.

No meio do ano passado eles me convidaram para falar na cerimônia. Por mil motivos eles não quiseram uma cerimônia numa igreja, mas queriam respeitadas, ao menos em parte, as tradições religiosas das duas famílias. Do lado do noivo foi convidado um dos tios, espírita kardecista. Do lado da noiva foi escolhido eu, evangélico, batista, buscando se enquadrar. Era pra eu falar, como disse minha irmã “alguma coisa da Bíblia”.

E desde o dia do convite fiquei tenso. O que dizer? O que fazer? Qual passagem da Bíblia falar? E se der branco na hora? E se eu falar bobagem? E se as pessoas não gostarem? Enfim… Sempre fui muito tímido e tive mil encucações pra falar em público (embora fale, de quando em vez, geralmente por questões profissionais).

Ainda bem que Deus encaminha solução pras coisas. rs.. Primeiro encontrei, quase por acaso, um curso de oratória. Já buscava algum tempo algum com horário e preço que eu pudesse, recomendação do chefe, aliás fica a dica, curso de oratória é ótimo investimento porque serve pra toda sua vida profissional. O professor descobri durante o curso ser uma pessoa muito bacana, e que se dispôs ajudar a me treinar um dia antes do casamento, sem custo extra, e isso numa noite de sexta-feira em que chovia muito chatamente.

Segundo, fui cercado de bons amigos que souberam me dar uns toques e me ajudaram na escolha do tema e no ajuste do discurso.

O resultado final foi muito melhor que eu esperava, quando voltei a sentar nas mesas as pessoas choravam emocionadas e vieram me cumprimentar, realmente minha fala agradou.

Agradeço todas as pessoas aqui no final, por favor leiam até lá. 🙂

 O tema escolhido foram as bodas de Caná, o evento nos evangelhos que marca o primeiro milagre de Jesus e ocorre durante uma cerimônia de casamento. Abaixo segue o  texto da pregação:

Boa noite.

A alguns meses minha irmã e meu cunhado me pediram para eu dizer algumas palavras nesse que é o dia mais importante da vida deles. Não sei se na hora que eu aceitei o convite estava plenamente ciente da responsabilidade e da emoção nessa hora, mas nesse momento percebo a honra que foi ter sido escolhido.

Gostaria de aproveitar e agradecer, em nome da minha família, a presença de todos os que estão aqui presentes. De coração muito obrigado.

Os noivos me pediram pra trazer uma palavra sobre casamento. Vou então compartilhar com vocês uma passagem da Bíblia sobre uma cerimônia de casamento que aconteceu a muuuuuito tempo atrás, em que houve um contratempo e a maneira como esse contratempo foi resolvido, e quatro ensinamentos que podemos retirar dele.

Eu vou ler pra vocês…

Está no Evangelho de João, capítulo 2

“1 Houve um casamento em Caná da Galiléia. A mãe de Jesus estava ali;

2 Jesus e seus discípulos também haviam sido convidados para o casamento.

3 Tendo acabado o vinho, a mãe de Jesus lhe disse: “Eles não têm mais vinho”.

4 Respondeu Jesus: “Que temos nós em comum, mulher? A minha hora ainda não chegou”.

5 Sua mãe disse aos serviçais: “Façam tudo o que ele lhes mandar”.

6 Ali perto havia seis potes de pedra, do tipo usado pelos judeus para as purificações cerimoniais; em cada pote cabiam entre oitenta e cento e vinte litros e .

7 Disse Jesus aos serviçais: “Encham os potes com água”. E os encheram até a borda.

8 Então lhes disse: “Agora, levem um pouco ao encarregado da festa”.

Eles assim fizeram,

9 e o encarregado da festa provou a água que fora transformada em vinho, sem saber de onde

este viera, embora o soubessem os serviçais que haviam tirado a água. Então chamou o noivo

10 e disse: “Todos servem primeiro o melhor vinho e, depois que os convidados já beberam bastante, o vinho inferior é servido; mas você guardou o melhor até agora”.

11 Este sinal miraculoso, em Caná da Galiléia, foi o primeiro que Jesus realizou. Revelou assim a sua glória, e os seus discípulos creram nele”

Amém.

Essa passagem se refere ao primeiro milagre feito por Jesus, numa festa de casamento o vinho acabou e assim a festa também acabaria e os noivos terminariam envergonhados. Jesus então transforma água em vinho, e vinho melhor do que o anterior e muda toda a situação.Há algumas lições que podemos aprender aqui:

1o. Jesus não entra de penetra em nenhuma festa, só vem se for convidado. E foi a presença de Jesus ali que salvou essa festa. Assim também Lucas e Rafaela será no casamento de vocês. Se convidarem Jesus para estar presente Ele estará não só hoje na festa mas também todos os dias de suas vidas no casamento de vocês. E o mesmo serve para todos nós, se quisermos a presença de Jesus em nossas vidas devemos antes de tudo convidá-Lo. E ele presente poderá nos salvar hoje, amanhã, pra sempre…

2o. devemos levar nossas dificuldades a Jesus. Ao perceber que acabou o vinho Maria resolve agir da melhor maneira que ela poderia. Ela por si mesma não poderia conseguir a quantidade de vinho necessária, ela também não recorre ao encarregado da festa. E ela não recorre porque sabe que esse já não pode fazer nada. Aliás,se faltou vinho provavelmente já foi falha dele, depois dos noivos também recairia sobre ele a responsabilidade. Na verdade esse encarregado estava tão enrolado que é dito aqui que ele sequer tinha notado que o vinho tinha acabado, quando ele prova o vinho transformado por Jesus ele comenta que achava que era um vinho que o noivo tinha guardado. Se ele não tinha resolvido o problema a essa altura dos acontecimentos não seria agora, que o vinho acabou, que ele poderia fazer alguma coisa.

Maria então, sábia, recorre ao Único que poderia resolver aquele problema: Jesus.

O mesmo se aplica a vida de todos nós, há situações que até podemos resolver com nosso próprio esforço ou contar com ajuda de outros, mas há situações que só podemos recorrer a Jesus. Por isso sempre devemos levar nossas dificuldades, diretamente, a Ele.

3o. Jesus sempre age no tempo certo.

Quando Maria comunica a Jesus sobre a falta de vinho, Ele responde: “a minha hora ainda não chegou”.

Isso mostra que nem sempre é como nós queremos. Jesus sabe a hora certa de agir! Nada acontece, nem antes e nem depois da hora estabelecida por Deus. Às vezes pedimos algo, temos um problema que precisa de solução, e Ele diz: “a minha hora ainda não chegou”.

É importante lembrar isso, na vida de vocês Rafaela e Lucas, na vida de todos nós, Nós temos que levar nossos problemas a Jesus, mas temos que aprender a também ter paciência e esperar a hora certa Dele agir.

4o.

Jesus prova e recompensa a fé. Imagina a situação dos serviçais. Esse é o primeiro milagre de Jesus, a essa altura ninguém sabia ainda quem era Ele. Para os serviçais provavelmente Jesus era só mais um convidado naquela festa e a pessoa que possivelmente resolveria o problema da falta de vinho.

A ordem que Jesus dá entretanto deve ter soado pra eles completamente estranha. Jesus pede para encher potes e mais potes de água. Não fazia o menor sentido a primeira vista, encher potes de água em nada resolveria o problema de falta de vinho. Mesmo assim os serviçais não contestaram, obedeceram.

Nesse mundo moderno cada vez mais queremos explicações lógicas, razoáveis, em que tudo faça sentido. E nos esquecemos que muitas vezes as coisas simplesmente não têm explicação. É preciso nunca esquecer de ter fé. A Bíblia também diz no Novo Testamento, em Hebreus, que sem fé é impossível agradar a Deus.

No entanto a fé de Maria e dos serviçais foi recompensada com o milagre da transformação de água em vinho. E um vinho de qualidade superior ao que tinha sido servido naquela festa até então.

Então pro casal aqui presente, e para todos nós aqui, é preciso entendermos que para ter fé é necessário muitas vezes enxergar além dos nossos próprios conceitos e explicações, mas que se dermos esse passo, no fim de tudo, nossa fé acabará por Deus sendo recompensada.

Para concluir minha fala, as lições que aprendemos dessa festa de casamento que aconteceu 2000 anos atrás. Precisamos convidar Jesus para participar das nossas vidas, devemos levar todos os nosso problemas e dificuldades a Ele, devemos ser pacientes e entender que Deus é soberano, sabe todas as coisas e age no tempo que Ele sabe que tem que agir. E por último, que devemos ser humildes em reconhecer que não sabemos tudo, e que precisamos ter fé… para que no fim de tudo tenhamos nossa recompensa.

Eu gostaria de convidar a todos pra oramos pelos noivos…

(oração)

Obrigado a todos. Deus abençoe a todos nós. Amém.

Agradecimentos.

Ao Rodrigo Fonseca pela sugestão do tema.

À Aline Zeeberg, Fabricia Silva e Gabriele Justino pelas críticas e sugestões ao texto.

Ao Professor Sidnei Miranda que se dispôs a sair de casa numa sexta-feira chuvosa só pra me treinar.

Read Full Post »